Follow by Email

quinta-feira, 28 de abril de 2011

CABEÇA COMEÇA A GUERRA OU NEGOCIA A PAZ *





Por Pedro Paulo Rosa
Foto: Lucas Conrado
Revisão Textual: Paulo Cappelli

A família Werneck nos recebe em seu estúdio com bolo e brigadeiro. Por quê? Xande, o vocalista da banda WWW, faz aniversário. A banda WWW, que inspirou a minissérie “Geral.com”, exibida na TV Globo em julho de 2009, com direito a ter segunda temporada, mostra que tem raiz na música.
Influenciados pela família, principalmente pelo produtor e também músico Rick Werneck (pai de Xande e Luke e tio de João, Pedro e Mateus), o quinteto cresceu em ambiente de rock anos 80 e surf, praia, viagens instigantes. Como a última, para Austrália.
João Werneck, guitarrista, ressalta que uma das fontes de inspiração para compor são as viagens que faz. E, claro, as fãs, as mulheres, e o cotidiano. Interessante notar que a sintonia construída entre a banda, Rick e Laila Werneck dá muito certo e na medida em que as músicas traduzem essa interação verdadeira no grupo. Quando pergunto se há muitas brigas, eles dizem que não, mas admitem que é difícil conciliar com o horário da escola/faculdade.
A matriz musical da banda compõe influências do rock brasileiro, passeando pelos Titãs, Raimundos, até chegar, por exemplo, em Gabriel Pensador. Eles não têm preconceito, mas sim compromisso com a carreira. Back Vocal é o grande diferencial melódico da banda, na qual os cinco fazem coro em muitas músicas, porém a voz principal é de Xande Werneck, o vocalista.
Embora sejam tão jovens, a maturidade parece ter nascido com eles: já emplacaram dois prêmios no Festival Sui Generis, lotaram o Canecão num show batalhado que lotou a casa no dia primeiro de agosto de 2010, tendo recebido a ilustre presença de Milton Nascimento, que depois acolheu a Banda WWW em sua residência e, até hoje, estabelecem uma troca artística.




XANDE, o vocalista da Banda WWW

O Hélio: Como começaram?

Luke: A influência da família foi sempre muito forte. A gente ouve rock em casa desde muito pequeno.

O.H.: As principais influências das músicas que cantam buscam onde? Bebem de qual fonte artísco-musical?

Xande: Recebemos muita influência do Rock brasileiro, passando por Titãs, Rock dos anos 80 até Gabriel Pensador, por exemplo. Não temos preconceito com nenhuma vertente, mas nos afinamos mais com o Rock. Seja pela forte influência familiar ou não, é o rock que nos harmoniza como grupo, como banda.

O.H.: Onde foi o primeiro show?

Pedro: O primeiro show foi na casa da nossa avó. Reunimos aproximadamente 200 pessoas, e aquele primeiro contato foi inesquecível.

O.H.: Já podem falar de um show mais marcante na carreira de vocês?

Luke: Com certeza; foi o show no Canecão (todos concordam). Dia primeiro de agosto de 2010. A galera adorou, a casa ficou lotada!

Xande complementa:
--- Nesse show, especialmente, ocorreu uma coisa muito diferente, que foi uma chuva de pulseiras! As fãs jogam de tudo um pouco no palco, mas nunca imaginávamos àquela chuva enorme de pulseiras.

O.H.: Como foi receber a notícia do fechamento do Canecão?

João: Por um lado, nos sentimos sortudos. Sorte porque conseguimos tocar no Canecão antes que ele fechasse.




O.H.: Qual a meta da banda?

Xande: Olha, a gente trabalha com a meta de expandir nosso público. Atualmente, o principal público é o adolescente. O que não nos incomoda, muito pelo contrário. Mas queremos ampliar nosso alcance. Fazer mais show, mais música. Criar alegria, consciência curtição com a música. Como em uma das nossas músicas chamada “ Kbça”. Nessa música, a gente pretende mostrar que a cabeça, a consciência, enfim, a nossa mente é tudo! E é preciso saber usar.

O.H.: Gente, e como é receber elogios do mestre Milton Nascimento e, além do mais, tê-lo no show de vocês lá no Canecão?

Luke: (Risos). Poxa, é muito bom. Muito bom mesmo, sem palavras (todos falam).

Pedro: E o Milton é um cara super generoso, tem aquela coisa de apadrinhar, de dar dicas. Muito bacana e humilde. Ele incentiva gente nova.

Luke continua:
--- Exatamente. Nós gostamos muito. E ainda cantamos uma música em homenagem a ele no show. Foi a “ Cravo e canela”.

O.H.: E a experiência de ter a vida de vocês contada numa minissérie (com duas temporadas) na TV Globo?

Xande: Poxa, foi muito desafiador. A gente viu a responsabilidade crescendo muito naquele momento, até porque sabíamos que estaríamos sendo assistidos por milhões de pessoas.

João completa:
--- Foi uma oportunidade única, que abriu muitas portas para a gente.

O.H.: Qual a dica que vocês dão para jovens que queiram, como vocês, montar uma banda?

Pedro: Ah, tem que correr muito atrás das coisas. Primeira coisa: ter certeza de que é isso que você quer fazer. E se dedicar, se esforçar.

João também diz:
--- E colocar a internet como nossa aliada. Por exemplo, fazemos show e ao mesmo tempo nossos discos são vendidos. O Rick monta umas blusas maneiras para vender pra plateia. O lance é batalhar mesmo. Correr atrás.

O.H.: E como explicar uma plateia berrando pra vocês? Cantando a música junto, sabendo a letra?

Luke: (Risos) Ah, a adrenalina que isso traz não tem palavras!

O.H.: Quem é o compositor da banda?

João: Na verdade, todo mundo compõe! (Risos) E os temas são variados; mulher, viagem, romântico, surf, temas sociais etc.

O.H.: Não dá briga?

João: Não, a gente se entende. Até o Rick compõe junto com a gente em algumas canções e fica uma mistura que dá a cara da banda.
O bolo do vocalista aniversariante estava ótimo e o som deles excelente. Porque, além de ser autoral, é diferenciado pela ênfase no back vocal ressignificado. Eles têm uma melodia muito própria e contagiante. A família Werneck vem das safras daquelas famílias que todos seguem o caminho da arte e mostram que dá certo sim trabalhar junto.


O quinteto da Banda WWW fará show amanhã, sexta-feira (29/04), na Lona Cultural Gilberto Gil, às 20 h.
Links relacionados: @bandawww

* o título é um trecho da música “Kbça”, composta por Luke Werneck, Mateus Werneck, Xande Werneck, João Werneck e Rick Werneck.




Agradecimentos:

Rick Werneck e Laila Werneck
Shopping Midtown

Nenhum comentário:

Postar um comentário